top of page
  • Foto do escritorBlog Pro Luster

Por que usar carnaúba?


“A palmeira carnaubeira é conhecida como a ‘árvore da providência’ ou ‘árvore da vida’, pois dela se aproveita praticamente tudo”. (ALMEIDA, Luiz. Et al.)


Os produtores do nordeste brasileiro encontraram na palmeira carnaubeira a sua providência quando o mercado de algodão estagnou, aproveitando a sua madeira, sua raíz como medicamento (usa-se para combater a hidropisia, o reumatismo e a sífilis), suas frutas serviam de alimento ao gado e das folhas extraía-se a sua cera, que se tornou o principal subproduto de exportação para a produção de velas na Europa. Considerada um produto nobre, a cera de carnaúba é um produto sustentável, devido à sua extração não causar danos ecológicos. O material utilizado para lustrar carros e calçados é o tipo 1, o mais nobre e caro da extração. Sua origem natural é a menos abrasiva ao verniz automotivo, comparando com as ceras sintéticas. Ainda, resiste por mais tempo presa à superfície, por ser um produto mais duro, também é bastante resistente à água.



 

A CERA PARA AUTOMÓVEIS


Muitas pessoas se confundem com a função de uma cera. Sim, ela proporciona brilho e deixa a pintura mais bonita, mas a sua principal função é a proteção. Proteção que previne riscos na pintura e evita a agressão química da sujeira. Normalmente, encontra-se no mercado ceras de carnaúba líquidas e em pasta. Destacando que há ceras de menores e maiores concentrações de carnaúba, interferindo diretamente no valor do produto.

 

CERA EM PASTA


A cera em pasta recupera arranhões profundos e tem proteção prolongada, contudo, é mais difícil de ser aplicada, exige mais tempo e há o risco de ser espalhada de forma não homogênea por sua alta consistência, ou seja, algumas partes ficam mais protegidas do que outras. Outro pronto negativo é que a cera em pasta é mais pesada, possuindo mais agentes químicos. É recomendado seu uso em espaços maiores de tempo, pois pode danificar o verniz do carro se aplicado repetidas vezes em espaços curtos de tempo.



 


CERA LÍQUIDA



Altamente recomendada para o cuidado mensal do seu veículo. Contém menos solventes do que a cera em pasta, agredindo menos a pintura. É de fácil aplicação e se espalha mais rapidamente, em um tempo médio de 20 minutos em um carro pequeno. Ainda, pode remover riscos superficiais.




 

Independente de qual Cera você utilizar, é muito importante realizar a sua aplicação de forma correta. Certifique-se de que a superfície esteja limpa, seca e fria (fique longe do sol), aplique a cera em pasta com esponja ou estopa e a cera líquida com pano de microfibra, sempre em movimentos circulares.


E aí, qual cera você prefere utilizar e por que?




 

REFERÊNCIAS

ALMEIDA, Luiz. Et al. A Cera de Carnaúba: Origem, Produção e Mercados. VIII Encontro de Engenharia de Produção Agroindustrial. 2017, Campo Mourão/PR.

158 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page